• Ouça Ao Vivo:

Mesmo em crise, comércio, indústria e serviços cresceram em média 22% este ano em Indaiatuba

Que os tempos são difíceis isso todo mundo sabe. Que com o avanço da Covid-19 muitos comerciantes estão passando dificuldade, isso também todo mundo sabe. Oque talvez muitas pessoas não saibam é que mesmo com a Pandemia do Novo Coronavírus o setor das empresas cresceu em média 22% em relação ao mesmo período analisado em 2019.

No ano passado de janeiro a junho, 24 indústrias abriram suas portas em Indaiatuba, 300 comércios foram abertos e 1.109 locais de serviços tiveram seu início, como exemplo, barbearias, salões de beleza, estética, entre outros. A comparação em relação ao mesmo período, janeiro a junho, de 2020, surpreende as expectativas das quais o país passa por grande dificuldade sanitária. Este ano, em 2020, 39 indústrias se instalaram na cidade, um aumento de 62%, 305 comércios iniciaram suas atividades, um aumento de 1% em relação ao ano passado e 1.161 postos de serviços foram iniciados, que representa uma alta de 4% comparado à 2019. Somadas e divididas as três altas percentuais, acha-se a média de crescimento neste ano, 22%.

Em relação às atividades comerciais que fecharam suas portas em 2019, de março a junho estão 11 indústrias, 107 comércios e 260 empresas do setor de serviços, número menor ainda em 2020, que de março a junho, tiveram 5 baixas no setor industrial, 63 no comércio e 162 na área de serviços, um impacto em média 55% menor do que o sofrido em 2019.

Segundo o Prefeito Nilson Gaspar: “É uma feliz surpresa que o setor industrial e o setor dos comércios tenham crescido mesmo em tempos difíceis como este. As notícias são boas, mas isso não diminui o impacto desta Pandemia nos comércios, que poderiam crescer muito mais neste ano. A gente continua empenhado em orientar, ajudar, auxiliar os comerciantes, os empresários da nossa cidade que sustentam a economia de Indaiatuba. A nossa gestão é uma gestão parceira, amiga do Indaiatubano, e eu só tenho a agradecer os comerciantes pela paciência e dedicação em ajudar a administração e o crescimento cada vez mais da cidade. Embora as notícias sejam boas nos números, nós não vamos relaxar, e não vamos medir esforços para continuar ajudando os que mais precisam, sejam eles, pequenos e grandes empresários ou população em geral. Vamos firme na luta que isso tudo vai passar."