Compras em lojas físicas devem igualar e-commerce pela 1ª vez na Black Friday

A Black Friday completa 10 anos no Brasil e os consumidores se preparam cada vez mais cedo para esse período do ano. Segundo uma pesquisa do Google, em 2019, pela primeira vez, o número de compradores em lojas físicas deve se igualar ao online.

Cerca de 37% dos consumidores declararam que fazem questão de ir ao local de compra, enquanto 38% pretendem adquirir bens apenas pela internet. O levantamento também aponta crescimento nas buscas por eletrônicos, eletrodomésticos e móveis.

Itens de saúde, beleza, esporte e infantis também estão em destaque. Essa escolha antecipada tem relação com o novo costume dos brasileiros de procurar por consultas e testes de itens na internet antes da compra.

Pesquisa feita pela Yourviews, da Hi Platform, mostra que no ano passado foram contabilizadas doze milhões de leituras de avaliações de produtos e lojas.

O CEO da Yourviews, Fernando Shine, afirma que isso mostra uma preparação maior das empresas para o aumento da procura.

“91% dos consumidores avaliam positivamente o produto. Isso demonstra o amadurecimentos das empresas no preparo para essa data. E também constatou que 97% avaliam positivamente o trabalho dos varejistas.”

Fernando Shine destaca que as fraudes de varejistas na Black Friday diminuíram nos últimos anos.

Com base no Código de Defesa do Consumidor, o Procon de São Paulo alertou para maior clareza nas informações das ofertas e respeito aos prazos de entrega e ao volume dos estoques das lojas.

O diretor executivo do Procon, Fernando Capez, reforça que, além de definir o que vai comprar, é preciso ficar atento aos preços.

“Faça uma pesquisa já nesta quarta-feira sobre o prçeo desses produtos. Para saber quanto eles estão cobrando. No dia 29 de novembro você compara para ver se o desconto é a metade do dobro.”

Fernando Capez também chama atenção para uma estratégia comum, sobretudo, no comércio online, em que a redução do preço de um produto é compensada com o aumento do frete para entrega.

Muitas lojas já estão antecipando os descontos, que devem se intensificar na sexta-feira e se estender até a próxima segunda, conhecida como Cyber Monday, data com preços baixos exclusivamente nas lojas virtuais.